Você já ouviu falar de Peeling Íntimo?

Os cuidados com a pele não se limitam a face. A pele vaginal é sem dúvida diferente que do resto do corpo. A sua coloração e textura varia de mulher para mulher e é por isso que existe o peeling íntimo.

A pele ao redor da vagina, axilar e anal costumam ser mais escuras que as demais partes do corpo, devido ao aumento da pigmentação local, e é por isso que cada vez mais as mulheres procuram tratamentos de clareamento e rejuvenescimento vaginal.

Por mais que as alterações da pele nessas áreas ocorram devido a fatores hormonais, idade ou qualquer outra razão, o Peeling íntimo pode ser a resposta que você estava esperando. Ele é semelhante ao peeling facial e pode ser feito a qualquer momento sem necessidade de afastamentos das atividades diárias.

Os pacientes preocupam-se principalmente com as irregularidades e diferenças na cor da pele das partes íntimas. Essa situação tem incentivado os especialistas a usar alguns produtos semelhantes designados para tratar o envelhecimento da pele e remover manchas pigmentadas do rosto. No entanto, como as partes íntimas possuem uma estrutura anatômica única, foram realizados estudos meticulosos para determinar os ingredientes mais adequados e as concentrações ideais para obter os melhores resultados sem causar efeitos adversos.

O Tratamento:

O tratamento é realizado com produtos específicos para a região a ser tratada, que foram desenvolvidos para tal finalidade baseados em estudos científicos sérios.

Os procedimentos são individualizados e os resultados variam de acordo com o tipo de pele. Todas as informações sobre o tratamento e cuidados pós-peeling serão discutidos no dia da consulta.

Compartilhe: