O Poder do Foco

Ter foco é dizer um sim para o que interessa e vários  “não ’s” pra todo o resto. J.P.Gurgel

Imagine se todo o seu tempo gasto com situações não produtivas, todo o tempo que você já perdeu assistindo vídeos sem importância, desperdiçado com leituras não direcionadas e com outras amenidades que te roubam tempo, tivessem sido utilizados para  atividades produtivas e que de fato trazem benefícios, aprendizados e crescimento?
A maioria das pessoas chegam a desperdiçar mais de 50% de seu tempo com atividades circunstanciais, deixando de lado as atividades que de fato importam e ainda ficam perdendo seu tempo com atividades urgentes, apagando incêndios que poderiam muito bem ser evitados.
A capacidade de focar verdadeiramente nas coisas faz com que possamos alcançar o que queremos em menos tempo, com menos desprendimento de energia e com um custo financeiro bem menor. A quantidade de estímulos cotidianos nos dias atuais é sem dúvida enorme. Estamos o tempo todo a mercê de muitas coisas e situações que nos chamam a atenção. Precisamos estabelecer ações concretas que nos façam eliminar as interferências externas e nos permitam estarmos focados de verdade.
O primeiro passo é saber exatamente em que focar, estudar as possibilidades e seguir em frente. Depois a busca incessante e com ações intensas se tornam fundamentais.

Digamos que o seu foco seja aprender uma língua, “quais ações são necessárias para que você atinja os resultados desejados?” 

Deixo aqui algumas dicas:

  • Treinar todos os dias em um mesmo horário pré determinado;
  • Procurar imersão na língua em questão, reduzindo ao máximo leituras em português e até mesmo assistir vídeos em nossa língua;
  • Buscar grupos de pessoas com o mesmo interesse e praticar com eles;
  • Fazer leituras na língua estudada, ainda que não entenda muito, mas com o intuito de acostumar seu cérebro com as palavras da nova língua.

Com essas ações podemos sem dúvida nenhuma obter uma produtividade muito superior e a exemplo dessa situação, podemos entender que foco é uma questão de opção, de insistência em um objetivo, sabendo que não há mágica, mas muito esforço e forma convergente para que alcancemos um objetivo ideal.
Não esqueça de ser produtivo que é bem diferente de estar ocupado. Nos dois casos estamos engajados em tarefas, mas somente no primeiro temos retorno efeito das nossas ações!

Um grande abraço e muito foco no que realmente importa!

Compartilhe: