Dieta cetogênica

Escrevo há quase 4 anos para a revista e para quem me acompanha aqui sabe que desaprovo completamente restrições extremas e dietas da moda!

dieta cetogênica está entre as mais pedidas quando atendo meus pacientes em consultório atualmente. Normalmente o paciente já vem com uma ideia Pré formada, baseada em artigos de internet e recomendações de celebridades e afins.

Hoje em dia temos muita influência midiática e é papel do profissional sério expor os dados baseados em estudos científicos para ajudar a população a fazer melhor suas escolhas.

O que é e como funciona a dieta?

Essa dieta impõe uma redução drástica de carboidratos (no máximo 100g e no mínimo 20g por dia), o que pode ter efeitos colaterais como dores de cabeça, cansaço, fadiga, por exemplo. Se a pessoa tem diabetes, hipertensão arterial, se está grávida ou amamentando, esta dieta não é nem de brincadeira uma indicação segura.

A dieta cetogênica foi estudada em doentes com epilepsia e consistia em manter estes doentes vários dias privados da ingestão de qualquer alimento (jejum completo) até se atingir um estado de cetose. Este estado é caracterizado por uma alteração do metabolismo energético, em que o organismo passa a utilizar corpos cetônicos (compostos derivados das gorduras) como fonte de energia, ao invés de utilizar os carboidratos.

É claro que usar gordura como fonte energética (corpos cetônicos) ajuda a emagrecer pois o corpo é forcado a consumir suas reservas de gordura e utiliza-las como fonte de energia. Por isso a dieta cetogênica começou a tornar-se popular como dieta de emagrecimento.

A dieta cetogênica e válida para todos?

Não! Na grande maioria dos casos não é aplicável, irá depender do paciente, estilo de vida, qualidade da alimentação e hábitos, condição de saúde, tudo irá depender da avaliação personalizada feita por um nutricionista. Para garantir a ingestão de todas as vitaminas, minerais, fibras e antioxidantes e as melhores escolhas em termos de gorduras. As vezes com orientação de suplementos, pois alimentos como os cereais, leguminosas e frutas são praticamente excluídas (depende do grau de restrição) muitos nutrientes passam a ser ingeridos em quantidades muito reduzidas.

JAMAIS faça qualquer dieta ou restrição alimentar sem orientação, você pode estar prejudicando sua saúde!

Por: CAROLINA C. SIMON
Nutricionista
carolinasimon.co.uk
Tel. 07756 988 135

Compartilhe: