O que é osteopatia?

Sou formada pelo British College of Osteopathic Medicine (BCOM) aqui em Londres, participei de vários cursos de pós-graduação em osteopatia craniana e osteopatia estrutural. Trabalhei no Osteopathic Center for Children (OCC) e fazia plantão na unidade de nascimento de St John e St Elizabeth, tratando de bebês recém-nascidos e mães no pós-parto.

Com trabalho e dedicação criei uma forte rede de consultores, centros radiológicos e laboratoriais. Acredito que é importante para meus pacientes aprenderem como manter as mudanças alcançadas com o tratamento osteopático e para isso também recomendo professores e personal trainers que possam complementar o meu trabalho.

Pesquisa autismo:

Depois de muitos anos de pesquisa fui laureada com um PhD em reconhecimento do meu trabalho sobre os “Efeitos das Técnicas Osteopáticas Viscerais no comportamento e função Gastrointestinal de crianças autistas”. O PhD foi concedido pela University of Westminster em colaboração com o King’s College Hospital, endossado pela National Autistic Society (NAS) apoiado pela BCOM e patrocinado pela British Naturopathic and Osteopathic Association (BNOA). Fico orgulhosa em dizer que este  trabalho de pesquisa  foi premiado com Elsevier – New Research Prize no ICAOR10 – Conferência Internacional sobre o Avanço da Pesquisa Osteopática.

Agora que me apresentei, quero deixar a disposição minhas especialidades para poder ter ajudar.

A osteopatia é uma medicina complementar holística que se utiliza de recursos manuais (ou seja, utilizando as mãos como instrumento de trabalho) para o diagnóstico e tratamento de problemas funcionais do sistema esquelético. A filosofia da osteopatia está fundamentada em um conhecimento profundo de anatomia e fisiologia humana. O tratamento através dela permite o reequilíbrio das funções do organismo e do funcionamento do corpo como um todo.

O foco do tratamento osteopático está na origem da problema e não somente no foco da dor. Por exemplo, um entorse de tornozelo ocorrido no passado pode ser um fator causado de uma dor no quadril que se apresenta no momento da consulta. E somente através de uma avaliação detalhada estes desequilíbrios posturais serão expostos a origem do problema e assim a abordagem terapêutica será individualmente desenvolvida.

Utilizada desde o ano de 1874 e criada pelo médico americano de nome Andrew Taylor Still, a osteopatia vem sendo estudada, pesquisada e aprimorada em todo o mundo.

A osteopatia tem uma ampla indicação, podendo ser ela usada desde tratamentos pediátricos até tratamentos para indivíduos com idade mais avançada. O foco da osteopatia é o equilíbrio das funções das áreas do corpo, buscando a integração do sistema de músculo esquelético, responsável pelo nosso aparelho locomotor (músculos, ossos e articulações), do sistema vascular, linfático e visceral. A osteopatia, por ser uma medicina complementar holística, não se restringe a uma  região específica do corpo, mas sim no corpo como um todo.

 

Por: Dr. Iona Bramati-Castellarin
PHD em Osteopatia Médica, formada no Reino Unido.
www.ibccare.co.uk
contact@ibccare.co.uk
Tel.: (+44) 02077924499

Compartilhe: