Dia Mundial da PAZ

O Dia Mundial da Paz tem sido celebrado desde 1967, todos os anos, no dia 1 de Janeiro com o objetivo de promover o sentimento de paz pelo mundo que, àquela época, era marcado pela guerra fria e pela instabilidade social.

É importante entendermos que paz é algo muito mais abrangente e, no caso do Dia Mundial da Paz, não basta somente celebrarmos a busca por uma paz relacionada à quietude e à

ausência de conflitos, mas também uma paz que muda a realidade de muitas pessoas que sofrem com a violência, a desigualdade, a miséria, a fome e a discriminação.

Uma paz verdadeira deve representar uma mudança social que visa a inclusão de todas as pessoas independentemente de raça, cor, status social ou religião. Dessa forma a luta pela paz no mundo atual ainda é muito árdua e difícil pois vai de encontro a interesses políticos e econômicos.

Além de vários conflitos, com destaque para os frequentes confrontos no Oriente Médio, há de se combater a miséria, as doenças e a fome em diversas partes do globo terrestre. Ao longo dos anos o nível de pobreza tem aumentado cada vez mais e por esse motivo devemos ensinar às crianças a importância de lutarmos não com armas, mas com atitudes benéficas e de solidariedade; de compartilhamento para que a paz não seja apenas uma palavra estabelecida num dia, mas vivenciada durante todos os dias, a cada novo ano.

Numa última análise, para que a paz verdadeira seja estabelecida no mundo é necessário primeiro que haja justiça. Pois a justiça é o fundamento da igualdade e da fraternidade entre os povos.


Por: Deise Rodrigues
Esposa e mãe de dois filhos, é formada em Pedagogia pelo Instituto Superior de Educação do Rio de Janeiro com ênfase em Educação Especial

Compartilhe: