Um alerta: carência de vitamina D

Você se sente cansado, indisposto, com fortes dores no corpo e deprimido?

Todos esses sintomas podem estar diretamente relacionados a deficiência de vitamina D! Aqui no Reino Unido a reposição de vitamina D parece ser quase que de praxe e tomar vitamina D por conta própria pode parecer uma boa opção, porém existem alguns detalhes que você precisa entender.

A vitamina D é uma vitamina Lipossolúvel, isso significa que para ser absorvida ela precisa de gordura e muitas vezes vejo pacientes tomando a suplementação, mas ingerindo quantidades insuficientes de outros nutrientes importantes, como a gordura por exemplo. Mas nutri a gordura não faz mal? Não, não faz! O que devemos entender é que o equilíbrio é fundamental tudo em excesso faz mal, portanto ingerir a vitamina D sem uma dieta balanceada é desperdício de tempo e dinheiro.

A vitamina D está envolvida no metabolismo do cálcio e fósforo e também está envolvida na produção da insulina. Portanto, quando há carência, reduzem-se os receptores para insulina nas células. Com isso, o pâncreas tem que produzir mais insulina, o que prejudica o processamento do açúcar e, ainda por cima, aumenta o acúmulo de gordura e de substâncias inflamatórias que estimulam o apetite.

Ou seja, sua carência também pode estar relacionada ao ganho de peso! Além disso, novos estudos reforçam a importância da vitamina D que pode estar ligada a proteção contra o câncer, asma, diabetes, esclerose, depressão e doenças autoimunes.

Portanto antes de tudo faça uma autoavaliação de como anda seu consumo de fontes naturais de vitamina D (carnes, salmão, sardinha, ovo, leite, queijos e cogumelos) e procure uma nutricionista para te ajudar a incluir tudo isso dentro de uma dieta equilibrada e exclusiva para você!


Por: Carolina C. Simon
Nutricionista
carolinasimon.co.uk
Tel. 07756 988 135

Compartilhe: