Negociações do Brexit não avançam em 3ª rodada de discussões

A terceira semana de negociações sobre o processo de saída do Reino Unido da União Europeia, o chamado “Brexit”, terminou nesta quinta-feira (31) sem apresentar progressos ou soluções.

Segundo o chefe das negociações europeu, Michel Barnier, “houve esclarecimentos úteis sobre muitos pontos, mas nenhum progresso decisivo sobre os sujeitos principais”. Para Barnier, o único ponto a ser comemorado são as questões relacionadas à Irlanda, que foram consideradas “frutíferas”.

Por sua vez, o secretário britânico para o Brexit, David Davis, destacou que as conversas “estão longe de dizer que foram feitos progressos suficientes”.

O maior ponto de divergência, como ocorreu nas outras duas rodadas de debates, foi a questão da “conta” do divórcio. “Precisamos encontrar uma solução sobre as contas daUE, além da flexibilidade e da imigração”, afirmou Barnier.

Davis informou que o governo britânico apresentou a “nossa análise legal sobre as contas a serem pagas”, mas “é justo dizer que temos posições muito diferentes”.

Apesar de ambos informarem que não houve progressos suficientes para andar com a negociação, os dois concordaram que “a qualidade” do acordo a ser firmado deve ser mais importante do que o tempo que demore para ele ser fechado.

Há três meses, UE e Reino Unido concordaram em passar uma semana a cada mês para debater os termos do Brexit. Por legislação, as conversas devem ser finalizadas até março de 2019, quando completam-se dois anos da notificação formal da saída.

Agência ANSA

Compartilhe: