Labour acabaria com a política de ‘ambiente hostil’ contra imigrantes

Labour acabaria com a política de imigração que é um “ambiente hostil” e fechariam os centros de detenção de Yarl’s Wood e Brook House, Diane Abbott prometeu, dizendo que o partido não deveria estar “com medo da media”. Em um discurso sobre imigração depois do escândalo de Windrush, em que 63 imigrantes podem ter sido deportados injustamente, Labour disse que vão descartar as exigências de renda mínima para os cônjuges no Reino Unido e sempre permitir que as crianças.

Abbott disse que os ministros deveriam também acabar com a “prática escandalosa” de crianças nascidas na Grã-Bretanha sendo obrigadas a pagar grandes taxas pela cidadania. Comprometendo-se a acabar com a detenção por tempo indeterminado por motivos de imigração e impedindo que agencias privadas, incluindo a G4S e a Serco, assumam contratos para a prestação de serviços de imigração. Labour irá introduzir uma mensagem mais positiva.

Perguntada após o discurso como ela imaginou equilibrar sua esperança pelo que ela chamou de um sistema de imigração “capacitador” com algumas preocupações dos eleitores sobre os recém-chegados, ela disse que é vital acentuar os aspectos positivos.

“Se Labour sob Jeremy Corbyn não puderem iniciar o processo de reformulação do debate sobre imigração então eu acho que Jeremy vai pensar que ele falhou.”

Muitos imigrantes estão sendo maltratados nestes centros de detenção. As pessoas estão sendo mantidas em detenção por meses, até anos com risco tortura e exploração sexual. Imigrantes não são os únicos afetados por isso, também há refugiados que são encarcerados. Um centro em particular, Yarl’s Wood, causou tanta dor a mulheres vulneráveis ​​que deveríamos estar protegendo. Desviar esses recursos diretamente para elas não é apenas essencial, mas a coisa certa a fazer.

Labour culpou Theresa May, a Primeira Ministra, por governar com um ambiental hostil e que estes incidentes não foram acidentais. O governo já pediu de desculpas pelo que aconteceu em Windrush, mas foi descrito como uma desculpa atrasada e inadequada pelo Guardian.

Ao fechar o Yarl’s Wood e Brook House, ela disse que os trabalhistas desviariam cerca de 20 milhões de libras esterlinas por ano em economias para trabalhar com escravidão, tráfico e violência doméstica. E criará um ambiente mais seguro para os imigrantes e refugiados vivendo no Reino Unido.

Por: Mariana Husek Maestro

Compartilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*