Como o Coaching pode ajudar quem sofre com a síndrome do pânico

Fala a verdade, quantas pessoas que você conhece, que estão em seu ciclo de amizades atualmente, estão sofrendo com algum tipo de transtorno de ansiedade, depressão ou síndrome do pânico?

Está cada vez mais comum conversarmos com pessoas que se queixam desses males, que são típicos dos dias atuais, dada a pressão e a velocidade da vida moderna. Nesse artigo quero focar em especial na síndrome do pânico, que tem alarmado pessoas dada a falta de informação e o grande números de pessoas a quem esse mal afeta.

A síndrome de pânico é uma forma bastante desagradável de distúrbio que se inicia normalmente sem muitos alardes, de forma silenciosa, mas geralmente derivado de um processo de estresse, gerando ansiedade extrema e resultando em ataques mais profundos, com uma sintomatologia característica. Em outras palavras, o estresse do dia a dia ou de algumas situações complicadas que as pessoas estejam passando, gera um processo de ansiedade e que quando elevada ao extremo resulta em ataques de pânico. Os sintomas característicos desse quadro são geralmente:

  • Dificuldade na respiração;
  • Vertigens, instabilidade ou desmaio;
  • Palpitações ou ritmo cardíaco acelerado;
  • Tremores musculares;
  • Sudorese intensa;
  • Falta de ar;
  • Náuseas, dor de estômago ou diarréia;
  • Sensação de estar fora da cena atual de realidade;
  • Ruborização ou calafrios;
  • Dor ou incomodidade no peito;
  • Medo de morrer, especialmente de ataque cardíaco;
  • Medo de perder o controle das situação.

Sabe-se que a principal causa do ataque de pânico é a ansiedade, sendo comum a pessoa apresentar algum transtorno ansioso de base que vai piorando ao longo do tempo se nenhum tratamento for realizado.

Durante uma crise, é importante tentar controlar a respiração, buscar distrair a mente com conversas e músicas, escritas e adotar técnicas de relaxamento como meditação e massagens e até mesmo caminhadas que tragam engajamento com ambiente e distração do problema. No entanto vale ressaltar que toda a ansiedade sentida pode estar ligada a falta de planejamento de vida, não enxergar as possibilidades que temos e que estão a sua volta.

O processo de Coaching de Desenvolvimento Integrado harmoniza todos os pilares da vida pessoal do indivíduo, alinhando vida pessoal e vida profissional não somente através de técnicas comuns de Coaching, mas de técnicas de reprogramação de crenças limitantes, superação de traumas e restauração de padrões fundamentais ao desenvolvimento humano. Um processo objetivo e assertivo, por onde centenas de pessoas já experimentaram transformações que pareciam antes impossíveis, mas que foram implantadas em suas vidas.

O Coaching de Desenvolvimento Integrado é um processo que mergulha fundo na compreensão do ser humano, num primeiro momento buscando entender como se formam seus pensamentos, crenças pessoais, ações e resultados que vem obtendo. Há nesse processo uma identificação de possíveis traumas, crenças limitantes, que possam estar causando resultados negativos na vida profissional, pessoal e em muitos casos gerando estresse e até depressão.

Após essa fase iniciamos uma estruturação de projetos para alcançar seu estado desejado, desenvolvendo habilidades, aplicando ferramentas poderosas de coaching e planejando o passo a passo de sua jornada. Por essa razão o Coaching de Desenvolvimento Integrado é sim bastante diferenciado, pois além de trazer o desenvolvimento necessário à sua vida ainda o faz de forma integrada, ou seja, em todas as áreas de sua vida.

João Paulo Gurgel: master coach, analista de perfil comportamental, biólogo e professor, é graduado em Ciências Biológicas e especializando em neurociência clínica, tendo sido treinado pelas melhores instituições de coaching do Brasil e dos Estados Unidos. Sou ainda fundador do ICD (Instituto de Coaching e Desenvolvimento), escritor e palestrante, e desenvolvi uma metodologia fundamentada em princípios sólidos, científicos e comprovados. Hoje o ICD atua no Brasil, Reino Unido e Portugal, ajudando pessoas a descobrirem suas potencialidades, metas e caminhos para alcançar seus objetivos.

Por: João Paulo Gurgel

Compartilhe: